Confiante na liberação do atleta e reafirmando a importância da contratação, Inter se manifesta após punição de Guerrero


Por: Diogo Rossi, comunicador na @rdgrenal

Um dia após a informação de que Paolo Guerrero volta a estar punido por dopping, o Inter se manifestou oficialmente sobre o assunto. Em entrevista, o presidente Marcelo Medeiros, o vice de futebol Roberto Melo e o diretor executivo, Rodrigo Caetano reafirmaram confiança na inocência do atleta e informaram o congelamento do contrato e o não pagamento de salários.

Depois da revogação da liminar que mantinha o atleta com condições de jogo, o Inter se manifestou oficialmente. Em coletiva, o presidente do Inter, Marcelo Medeiros, reafirmou o compromisso de apoio ao atleta. Além disso, Medeiros admitiu que o caso não está encerrado – lembrando que em dezembro o um audiência está agendada para prosseguimento do caso.

Ainda em coletiva, o vice de futebol, Roberto Melo, explicou que o Internacional ainda não desembolsou qualquer quantia para contar o atleta. Sobre salários, Melo admitiu que o jogador não terá vencimentos pagos e que o contrato está congelado com opção facultativa de prorrogação do prazo de oito meses de punição.

Quanto ao direito desportivo, o executivo de futebol, Rodrigo Caetano, confirmou que Guerrero não pode frequentar o os âmbitos esportivos do clube, mas que o clube estará sempre em acompanhamento através de relatórios da situação física do jogador.

Comentários