Com gol de pênalti, Grêmio perde para o Bahia e desperdiça chance de alcançar o G-4


Por: Valéria Possamai,

Em jogo de muita intensidade, o Grêmio acabou derrotado pelo Bahia por 1 a 0, em lance de pênalti, na noite desta quarta-feira, pelo Campeonato Brasileiro. Os mais 13 torcedores que estiveram na Arena viram o time martelar em busca do gol, mas em um lance assinalado pelo VAR, Arthur Kaíque garantiu os três pontos para os visitantes.

Com o revés, o tricolor estaciona nos 41 pontos, mas pode deixar o G-6 ao final da rodada.

O jogo

1° tempo 

Depois de duas rodadas ausentes, o técnico Renato Portaluppi voltou a contar com seus selecionáveis: Kannemann, Matheus Henrique e Everton. E, com os três, o tricolor foi a campo com força máxima, dando indícios do time que deve decidir a vaga às finais da Libertadores, na próxima semana, contra o Flamengo.

Dispostos a três pontos de distância na tabela, Grêmio e Bahia protagonizaram nos primeiros minutos um jogo aberto, movimentado e de finalizações. Aos 3′, a primeira chance veio dos visitantes em bola parada. Em cobrança de falta, o chute veio forte e o goleiro Paulo Victor acabou dando escanteio ao não conseguir encaixar a bola. Aos 6′, era o Bahia quem chegava mais na área do Grêmio, em seis escanteios. Mas o time baiano não aproveitou as chances.

A primeira chegada do tricolor veio aos 9′. Em uma jogada de Everton, pela esquerda, o atacante da Seleção Brasileiraconseguiu descolar um escanteio. Na sequência, a bola sobrou para Geromel dentro da pequena da área, mas a conclusão saiu por cima da meta defendida pelo goleiro Douglas Friedrich. Na resposta, Artur venceu Cortez e invadiu a pequena área, mas Paulo Victor estava esperto e impediu o que poderia ser o primeiro gol do Bahia.

O Grêmio tinha produção ofensiva, mas esbarrava na finalização do passe, abrindo muitos espaços para o contra-golpe do adversário. Aos 18′, após o capita Maicon pedir calma no meio-campo, Matheus Henrique tentou arriscar de longe. O chute na intermediária saiu sem força ao lado da trave direita do arqueiro do Bahia.

Visualmente, o tricolor também apresentava alguns erros no lado esquerdo de defesa, por onde o Bahia explorava suas jogadas ofensivas, principalmente no contra-ataque com Artur.

Aos 21′, o time de Renato finalizou com Luan, após jogada de Alisson, pela direita. Mas Douglas apareceu firme e ficou com a bola.

Aos 32′, apareceu o talento do ataque do Grêmio. Depois da jogada de Everton, que arrancou, caiu dentro da pequena, se recuperou e encontrou Luan. O camisa 7, dentro da área, bateu colocado. O efeito que a bola deu requereu uma boa defesa de Douglas, que aseegurava o placar em 0 a 0.

O Bahia, na mesma moeda, respondeu aos 35′. Na mesma cobrança lá do início do jogo, Artur bateu direto da entrada da grande área, mas o chute ficou nos braços de PV.

Já no fim do primeiro tempo, Alisson levantou a torcida. De fora da área, o atacante chutou forte, o goleiro Douglas deu rebote no primeiro instante, mas na sequência se recuperou.

Os mais de 13 mil torcedores que se faziam presentes na Arena ainda pediram pênalti quando viram, depois da conclusão de Tardelli bater no poste, a sobra de Matheus Henrique respingar no defensor do Bahia. Mas o árbitro nada assinalou. E, assim como começou, o placar terminou sem gols na etapa inicial, apesar do bom número de finalizações dos dois lados.

2° tempo

O time do Grêmio voltou do vestiário com mudança: Thaciano entrou na vaga de Thaciano.

E, se a primeira etapa terminou movimentada, o segundo tempo iniciava no mesmo time. Antes do primeiro minuto, o Grêmio já tinha a 1° finalização no cabeceio de Alisson, que se esticou depois do cruzamento de Cortez. Mas a conclusão saiu por cima da meta.

O tricolor seguiu levando mais perigo. Thaciano quase marcou o primeiro na finalização colocada. A bola passou tirando tinta da trave do Bahia.

Aos 16′, o técnico Renato Portaluppi mudou pela segunda vez. Alisson deixou o gramado para a entrada de Pepê. Roger Machado também resolveu mudar: Guerra ingressou na vaga de Guerra.

Já na metade da etapa final, o Grêmio, em sua despida da Arena até a decisão contra o Flamengo, ia em busca do gol permanentemente, mas faltava capricho na hora da finalização. O Bahia, por sua vez, procurava explorar os erros do adversário para sair em velocidade.

Se o jogo já era movimentado, os dois treinadores queriam mais. Patrick foi a cartada de Renato e Arthur Caike de Roger.

Aos 37′, o Grêmio chegou, mas esbarrou novamente na atuação do goleiro Douglas. Tardelli tentou o chute, houve o desvio na defesa e a bola sobrou. Pepê tentou chegar, mas o goleiro do Bahia conseguiu afastar com os pés.

Chegando aos minutos finais, o cenário era do time tricolor totalmente no campo de ataque, enquanto a equipe baiana marcava forte e tentava sair no contra-ataque.

Aos 41′, Pepê teve a grande chance do segundo tempo. Depois de receber um lançamento perfeito, o atacante saiu cara a cara com o goleiro Douglas, mas o desvio foi para fora.

Já nos minutos finais. O VAR foi acionado e assinou pênalti no lance de Leó Moura em Marco Antônio. Na cobrança, Arthur Caíke bateu rasteiro, no canto esquerdo de Paulo Victor que ficou parado no meio do gol.

Apesar dos sete minutos de acréscimo, o Grêmio não conseguiu o empate e se despediu da sua torcida com derrota antes de deixar Porto Alegre em busca da classificação na Libertadores.

Próximo compromisso 

Na próxima rodada, o Grêmio enfrenta o Fortaleza, fora de casa. A partida ocorre no sábado, no estádio Castelão. Este que será o último compromisso antes da partida contra o Flamengo, pelas semifinais da Copa Libertadores, no Rio de Janeiro.

Já o Bahia, volta a entrar em campo somente na outra segunda-feira, em casa, diante do Ceará.

Foto destaque:(Lucas Uebel/Grêmio FBPA)

Comentários

>