Caso Victor Ramos: Justiça de SP valida emails que poderiam evitar queda do Inter para a série B


Por: Valéria Possamai,

Em decisão da Justiça de São Paulo, o empresário Francisco José de Godoy Antunes Ferreira, empresário do jogador Victor Ramos, foi absolvido no processo em que era acusado ter manipulado a troca de emails entre o Vitória e CBF sobre transferência do atleta. Conforme a sentença proferida pela magistrada Luciana Piovesan, não houve adulteração no documento que poderia ter evitado o rebaixamento do Inter.

O registro da troca de emails foi utilizado pelo Inter como prova para apontar a inscrição irregular de Victor Ramos pelo Vitória. Os documentos foram apresentados junto ao STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) em 2016, quando o clube gaúcho solicitava entrar como parte no processo que investigou supostas irregularidades na inscrição do zagueiro, iniciado pelo Bahia.

O Inter solicitou a perda de pontos do Vitória pelo uso irregular de Victor Ramos, sob a alegação de que a transferência do zagueiro que foi contrato junto ao Monterrey-MEX, teria sido realizada sem atender os trâmites de uma transferência internacional.

A solicitação, no entanto, foi arquivada pelo STJD, e a CBF protocolou denúncia contra o Inter pela apresentação de documentos falsos, sob alegação de que haviam ocorrido adulteração na troca de e-mails apresentada. O Inter por sua vez, confirmava a versão de que havia obtidos às provas junto ao empresário do jogador do Vitória. O colorado chegou a ser multado pelo Tribunal em R$ 720 mil, por conta do episódio.

Em decisão desta sexta-feira, a magistrada proferiu a absolvição do empresário e a legitimidade dos documentos explicando que: “A conduta é mesmo por ele confessada. A conduta, porém e ainda assim, é de ser tida por atípica, eis que não criou a possibilidade de dano à esfera jurídica de outrem, já que, ao contrário do que constou da denúncia, não levou a um entendimento equivocado sobre a celeuma do prazo para a janela de transferência do atleta representado pelo denunciado”.

Foto: (Felipe Oliveira/EC Vitória / Divulgação)

Comentários