Brasileiros em noite importante na Libertadores


Por: Jonata, jornalista, radialista e repórter na @rdgrenal.

Três clubes brasileiros jogarão hoje sua primeira partida nas oitavas de final da Libertadores. Grêmio, Atlético Mineiro e Corinthians vão à campo encarar, Rosario Central, Racing e Nacional-URU, respectivamente. O São Paulo joga amanhã contra o Toluca no Morumbi, às 21:45.


Atlético Mineiro

O clube mineiro vai ao Estádio El Cilindro, em Avellaneda, encarar o Racing, às 19:30. Por conseguir o primeiro lugar do grupo, o Atlético faz a primeira partida fora de casa e decidirá a vaga no Horto. Diante do Racing, o técnico Diego Aguirre deve repetir a mesma equipe que venceu a URT no sábado, quando garantiu a classificação para a decisão do Campeonato Mineiro. Pelo lado do Racing, a fase não é das melhores. O clube de Avellaneda soma cinco jogos consecutivos sem vencer entre partidas do Campeonato Argentino e da Copa Libertadores.

Atlético-MG: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Erazo e Douglas Santos; Rafael Carioca, Leandro Donizete, Júnior Urso e Dátolo; Robinho e Lucas Pratto Técnico: Diego Aguirre

Racing: Saja (Ibañez); Pillud; Vittor, Sánchez e Grimi; Acuña, Videla, Aued e Oscar Romero; Lisandro López e Noir (Roger Martínez) Técnico: Facundo Sava


Corinthians

Na mesma situação do Galo, o Corinthians viaja para o Uruguai para enfrentar o Nacional. O embate será no Estádio Parque Central, Montevidéo, ás 21h45. Após a eliminação no Campeonato Paulista para o Audax, o time do técnico Tite busca a reablitação na competição continental. Depois de muitos pedidos da torcida, Tite decidiu mexer no meio de campo. Guilherme não resistiu à má fase e foi para o banco de reservas. O Nacional vive boa fase e já ajudou a eliminar o Palmeiras da Libertadores com duas vitórias na etapa de grupos. Se por um lado os uruguaios não esbanjam qualidade técnica, por outro sobram em aplicação tática, organização e competitividade

Corinthians: Cássio, Fagner, Felipe, Yago e Uendel; Bruno Henrique; Alan Mineiro, Elias, Rodriguinho e Lucca; André. Técnico: Tite

Nacional: Conde, Fucile, Victorino, Polenta e Espino; Romero (Carballo), Gonzalo Porras, Barcia e Ramírez; Nico López e Fernández. Técnico: Gustavo Munúa

 

Comentários