Auditor do STJD pede punição ao Inter no “Caso Victor Ramos”

Na manhã desta quarta-feira (31), o auditor do STJD, Mauro Marcelo, concluiu o inquérito sobre a falsificação de e-mails no caso Victor Ramos. Segundo o relator, o clube não foi o responsável pela falsificação, mas fez uso dos documentos adulterados. Na conclusão, Mauro Marcelo avalia pela denúncia do Internacional, do ex-presidente Vitório Piffero, ex-diretor jurídico Giovani Gazen, dos advogados do clube Felipe Baumann, Daniel Cravo, Rogério Pastl e Diego do Canto e do ex-gerente de Futebol do Vitória, Anderson Barros. Com a conclusão, o relatório será encaminhado para a Procuradoria da Justiça Desportiva. 

Segue o link do relatório do auditor do STJD, Mauro Marcelo: https://cdn.cbf.com.br/content/201705/20170531100631_0.pdf

No dia 7 de dezembro de 2016 o Inter entrou no STJD como terceiro interessado no caso Victor Ramos e reiterou a denúncia contra o Vitória por suposta escalação irregular do jogador. O clube gaúcho juntou como provas novas cópias de seis e-mails trocados entre a Diretoria de Registro e Transferência da CBF e o Vitória em conversa privada onde se discutia acerca da transferência do jogador (nacional ou internacional).

Comentários