Arthur comenta ausência de Neymar, mas garante força do grupo: “A seleção no coletivo é muito forte”


Por: Diogo Rossi, comunicador na @rdgrenal
*Por Bárbara Assmann

 

A seleção brasileira realizou seu primeiro treino em Porto Alegre, nesta sexta-feira (7), porém, para Arthur, ex-Grêmio, foi como uma volta para casa. O volante começou sua trajetória aos 14 anos na base da equipe gaúcha. “Aqui realmente é o clube do meu coração, porque foi o clube que me projetou, que tornou possível esse sonho de ser jogador profissional de futebol”, relembrou.

As lembranças voltaram, mas a realidade é outra. Será a primeira Copa América do jogador, que falou sobre a principal ausência da equipe: Neymar. O atacante foi cortado por lesão no tornozelo e ficará de fora do torneio. Arthur afirmou que Neymar era referência para a equipe, mas disse confiar no grupo: “Desde que ele estava aqui com a gente, frisamos o coletivo. Sabíamos que ele era nossa referência técnica, mas que a seleção no coletivo no conjunto é muito forte”.

Para o volante, há outros jogadores com capacidade técnica capaz de suprir essa ausência. “Perdemos um grande jogador, mas o importante é que temos outras peças para suprir essas necessidades.” Arthur disse que tite cobra muita o coletivo, a união dos jogadores e que cada um deve saber o que fazer nos jogos. “Toda vez que um jogador de alto rendimento entra em campo, ele deixa a vida, o sangue. Ele faz seu melhor sempre, sempre deve dar 100%”, comentou sobre os companheiros.

O jogador William foi chamado para o lugar de Neymar e, na coletiva, Arthur elogiou o substituto do camisa 10: “William é um ótimo jogador, já ajudou a seleção muitas vezes, tá vindo de uma fase excepcional”.

Perguntado sobre a pressão caso o time não vença a Copa América, Arthur disse que ela existe desde a base. “Estamos acostumados a essa pressão desde muito jovem, é obvio que a pressão é o dobro, o triplo do tamanho”, falou, fazendo referência a Tite e à comissão técnica, que sabem como lidar e como ajudar com a tal da pressão: “Estamos preparados para suportá-la”.

(Foto: Rádio Grenal)

*Estagiária sob supervisão de Marjana Vargas

Comentários

>