Árbitro de Vídeo estreia em confrontos da Copa do Brasil


Por: Diogo Rossi, comunicador na @rdgrenal

A Comissão de Arbitragem da CBF divulgou a escala dos árbitros assistente de vídeo (VAR, sigla em inglês) que irão atuar nos jogos de ida das quartas de final, da Copa do Brasil. Esta será a primeira vez que o VAR será utilizado em uma competição do futebol do brasileiro, depois da estreia da tecnologia no Mundial da Rússia. O anúncio ocorreu em coletiva de imprensa durante a segunda-feira, na sede da entidade no Rio de Janeiro, que apresentou os detalhes sobre o funcionamento do VAR na competição nacional.

No Brasil, haverá mudanças com relação a atuação do VAR na Rússia. No mundial, houve a utilização de 33 câmeras, já na competição nacional serão utilizadas em média de 14 à 16 câmeras, dependendo do número de equipamentos utilizados pelas emissoras. As imagens utilizadas pelos árbitros de vídeo serão geradas pelas empresas que possuem os direitos de transmissão dos jogos.

Nos estádios, haverá uma sala de VAR com cabines de revisão no gramado, e serão quatro pessoas: árbitro de vídeo, assistente, operador e supervisor. Além disso, haverá um assessor da CBF estará sempre nos jogos onde houver VAR.

Para o analista de arbitragem da Rádio Grenal, Diego Real, o VAR irá trazer mais segurança ao trabalho da arbitragem e justiça aos resultados das partidas.

“Sou totalmente favorável ao uso. Por todos os erros que acontecem e até pela questão de fazer mais justiça, tanto ao resultado da partida quanto aos árbitros. Muitas vezes os árbitros acabam errando porque o olho humano não percebe a velocidade do lance ou um tem ângulo errado. O árbitro de vídeo será uma ferramenta muito importante para os árbitros e para a justiça do placar.”

Na análise de Real, o projeto ainda precisa passar por ampliação. “O árbitro de vídeo ainda é muito restrito. Analisar somente quatro situações ainda é muito pouco. Cada erro que fosse perceptível precisaria ser revisado pelo VAR.” A atuação do árbitro de vídeo, nesta primeira etapa, se restringe apenas a quatro lances: a legalidade de gol, impedimento, cartão vermelho direto e identificação de jogadores.

A tecnologia será utilizada em três partidas que ocorrem nesta quarta-feira entre Santos x Cruzeiro, Grêmio x Flamengo e Corinthians x Chapecoense, além de Bahia x Palmeiras, que ocorre na quinta-feira.

Confira a escala dos árbitros assistentes de vídeo

Santos-SP x Cruzeiro

Árbitros de Campo
Wilton Sampaio
Arbitro Assistente 1: Fabricio Vilarinho da Silva
Arbitro Assistente 2: Bruno Raphael Pires

Árbitros de Vídeo
VAR: Líder Bráulio Machado
AVAR: Helton Nunes
Apoio VAR: Marcelo de Lima Henrique

Grêmio x Flamengo

Árbitros de Campo

Raphael Claus

Arbitro Assistente 1: Emerson Augusto de Carvalho

Arbitro Assistente 2: Marcelo Carvalho Van Gasse

Árbitros de Vídeo

VAR: Rafael Traci

AVAR: Alex Ang Ribeiro

Apoio VAR: Luiz Flavio de Oliveira

Corinthians x Chapecoense

Árbitros de Campo

Wagner dos Santos Magalhães 

Arbitro Assistente 1: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa

Arbitro Assistente 2: Alessandro Alvaro Rocha de Matos

Árbitros de Vídeo

VAR: Líder Péricles Cortez 

AVAR: Bruno Boschilia

Apoio VAR: Dewson F. Freitas da Silva

Bahia x Palmeiras

Árbitros de Campo

Anderson Daronco

Arbitro Assistente 1: Guilherme Dias Camilo

Arbitro Assistente 2: Kleber Lucio Gil

Árbitros de Vídeo

VAR: Leandro Vuaden

AVAR: Ivan Bohn

Apoio VAR: Rodolpho Toski

Foto: (Lucas Figueiredo/CBF)

Comentários