Antes do clássico, presidentes da dupla visitam estúdio da Rádio Grenal

Faltando 24h para o clássico Grenal que marca o retorno do futebol no Rio Grande do Sul após 129 dias de paralisação, os presidentes da dupla, Romildo Bolzan Jr. e Marcelo Medeiros, estiveram no estúdio da Rádio Grenal para falar sobre a semana de preparação e as expectativas para o clássico.

O presidente colorado, voltou a falar sobre a surpresa da proibição das partidas de futebol em Porto Alegre e destacou a importância do futebol: “Gostaria de agradecer às prefeituras que estão se colocando à disposição. Tem que se ter a dimensão do que representa o futebol. Não é entretenimento, não é lazer. Faz a economia girar”. O presidente gremista concluiu: “Nosso negócio é futebol. Se não jogamos, não temos renda”.

Sobre negócios, Romildo Bolzan Jr. falou sobre a situação do meia Diego Rosa: “Há uma situação de consulta e de negócio que vieram de fora. Se vier uma proposta interessante, o Grêmio tem que analisar. O nosso desejo é de manter ele [Diego Rosa], mas já acho que caminha pra uma inviabilidade”.

Pelo lado colorado, o presidente Medeiros negou qualquer ajuda financeira do já conhecido investidor colorado, Delcir Sonda, na contratação do atacante Yuri Alberto.

Por fim, Marcelo Medeiros fez um pedido para os torcedores, colorados e gremistas: “A gente apela para que as pessoas fiquem em casa. Não receba convidados para fazer algum tipo de comemoração para assistir ao jogo. Todos nós fazemos parte do retorno do futebol, incluindo quem assiste futebol”.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Gauchão 2020

Compartilhe esta notícia:

Inter atualiza lista de inscritos para o Campeonato Gaúcho
João Patrício Herrmann, vice do Inter, fala sobre o Grenal e a proibição de jogos em Porto Alegre: “O radicalismo de não jogar no Beira rio foi grande demais”
Deixe seu comentário