“A nossa gestão não vai pecar pela omissão”, afirma presidente do Inter sobre as investigações da gestão Piffero


Por: Valéria Possamai,

O presidente da atual gestão do Inter, Marcelo Medeiros, deixou claro que o clube irá buscar o ressarcimento dos prejuízos apontados na investigação do Ministério Público com relação a presidência de Vitório Piffero, durante 2015/2016. Nesta quarta-feira, em entrevista coletiva, foram apresentadas as denúncias da 2° fase da Operação Rebote, que apontou mais de R$ 13 milhões em prejuízos em decorrência dos crimes de estelionato, organização criminosa, falsidade documental e lavagem de dinheiro.

“Nós, enquanto gestores, seguimos aguardando as conclusões pra tomar as medidas judiciais cabíveis para ressarcimento dos valores. O que eu aprendi com meu vô, meu tio e com Giovanni Luigi, todos ex-presidentes, é que sempre o presidente sabe de tudo que acontece no clube. Não tenho como mensurar um valor exato, mas posso dizer ao torcedor que o Inter foi lesado por problemas de duas naturezas. O primeiro, por desvio. O outro, atos de má gestão que causaram extremos prejuízos ao clube”, declarou Medeiros em entrevista à Rádio Grenal.

O mandatário afirmou que o clube atuará em duas frentes para recuperar os valores. Primeiramente, com um processo administrativo e posteriormente, com uma ação para a recuperação das cifras. “Agora, teremos um processo penal. Mas em relação ao ressarcimento, cabe ao Inter. Vamos entrar com processo administrativo e outro de recuperação dos valores desviados. A nossa gestão não vai pecar pela omissão. Eu não serei acusado de omisso.”

Comentários

>